LABIRINTO_CAPA.jpg

LABIRINTO[EL MENSAJERO}

ANDRÉ SEVERO

GALERIA BOLSA DE ARTE DE SÃO PAULO

Bolsa de Arte - São Paulo
Rua Mourato Coelho, 790

Vila Madalena, São Paulo-SP - CEP 05417-001

Tel +55 11 30979673 / 38127137
saopaulo@bolsadearte.com.br

VISITAÇÃO

julho a 23 setembro de 2021

Segunda a Sexta das 10h00 às 19h00
Sábado das 11h00 às 17h00

 

 

Consagração do instante: a imagem avança no escuro; já não nos perguntamos como ela tomou forma ou se sua dinâmica de instauração é apenas o reflexo de alguma vivência esquecida. A existência de um lugar junto à existência das coisas se manifesta em deriva; o espaço já não se estende, mas pode se tornar visível. Pela linguagem a matéria está aberta ao tempo – o real se desdobra. O ambiente já não é o lugar dos corpos, já não nos serve de apoio. No fundo de todo acontecimento existe um ritmo; as imagens se juntam e se separam por alterações regulares e compassadas; uma ordem ignota rege todas as uniões e todas as separações. A imagem que carregamos em nós, visível e suspensa, tensa, iminente, aberta pelo drama do tempo, é reflexo da linguagem que não cabe na língua – isolamento. Cada um de nós é uma fronteira; como cognoscibilidades, as formas que configuramos não são simples objetos – matéria fora da alma – e nem meras afecções psíquicas do sujeito que espelhamos. Não profetizamos sozinhos. Projetamos formas compossíveis no mundo exterior e a recepção destas projeções já não apresenta diferença estrutural em relação aos demais eventos que somos capazes de introjetar – suspensão. Nenhuma rasura. As imagens existem em nós e fora de nós. Mas o que elas expressam quando ressoam em nosso interior? Que nossas certezas nos transformaram em ilhas; e que o oceano daquilo o que não sabemos tornou-se definitivamente extensão. É a extensão – do sujeito, do tempo, do espaço – o que agora nos contém. Somos hoje, mais do que nunca, os lugares e os tempos do acontecimento: consagração do instante.